passa & Repassa

hoje o @carbonozerocourier retirou mais uma das minhas Sacolita do Bem e aaaaa como não amar o @repassabr

sendo Caoticat, a essa altura vc já criou consciência dos diñero$ subutilizados&escondidos em seu guarda-roupas, si? (não me decepcionesss.....) e sabes tbm que o processo de redução/desapego é cansativo e só encerra quando cada item encontrar seu destino. yo, como ~personal organááizer, sei a complexidade envolvida nessa etapa e o risco que ela apresenta.

todo o trabalho de conscientização periga ir pro ralo: vc já retoma a ilusão de que ainda precisa de alguns dos itens que já tavam ali desapegados ou no desespero de se livrar da tarefa, despacha pra qualquer pessoa que não queria muito aquilo ou que nem vai fazer um bom uso. se for recorrer ao sites de venda como aquele-que-não-deve-ser-enomenjoado, vc precisa ser fotógrafo-negociador-lojista pra TENTAR fazer esse trampo ser financeiramente sustentável. eis que esse maior brechó do brazél vislumbrou a oportunidade de dar conta desse recado e ainda de uma maneira muito mais sensata. eles sabiam que "se organizar direitinho, todo mundo ganha com isso". além de retirar/receber/TRIAR (vender só o que é vendável NÉAM) /fotografar/armazenar/EMBALAR (odeio)/enviar peça-por-peça, o Repassa tbm te dá a opção do Repasse Solidário. ou seja, de ~repassar~ toda ou uma porcentagem de suas vendas diretamente para as mãos certas: projetos sociais de ONGs parceiras, como o GRAACC e o Adote Um Gatinho, que fazem a diferença no desenvolvimento humano e ambiental.

¿¿mas como funciona??


resumidamente, você se cadastra e solicita uma Sacola do Bem, que vem em forma de correspondência. 

acredite se quiser, aí tem uma sacolona imensa, que com uma dobra tão Marina Kondo, cabe direitinho no envelope, é um exemplo de otimização de espaço.


essa sacola, feliz ou infelizmente, é feita de um plástico denso pakas, altamente resistente (e que aliás, espero muito que o Repassa tenha um destino de reuso bem apropriado pra elas, bamos acompanhar....). eu acredito que dá pra encaminhar uns 20kg de roupas&acessórios gentilmente usados, mas isso é só uma suposição, confesso que não apurei. eu não tenho muita noção de números, de todo modo.

depois de fazer aquele mutirão no armário da família toda, com ótimos desapegos, terás uma sacola recheadona.

se você mora na cidade de São Paulo, o processo é ainda mais melzin na chupeta: é só agendar a retirada da sacola dentro da sua área de usuário, que o Carbono Zero Courier retira com você. para outros ~citizens, é preciso encaminhar aos Correios, por meio de logística reversa sem custos.




os itens da sua Sacola passarão por uma triagem interna da equipe do Repassa, que disponibiliza em sua área (e tbm te notifica por e-mail) quantos itens foram reprovados, deixando a possibilidade pra que você reivindique de volta ou faça um lérigow, doando pras Casas André Luiz. depois de todas peças fotografadas, novamente você recebe um e-mail com sugestões de preços e pode dar seus pitacos, dentro de uma margem sensata.





mesmo quando você destina o Repasse Solidário, ainda assim é tudo discriminado e o mesmo acontece com as vendas.


é sempre possível reajustar os preços (que se atualizam em 24h no sistema), participar de campanhas promocionais pra dar um boost na sua vitrininha e então sacar seu dinheiro, caso você opte por receber dessa forma.


ahora, alguns aprendizados que tive em alguns vai-e-véns (??) de sacolitas:


> tenha um controle próprio das peças que você tá destinando. não caia na burrada de enfiar tudo e fechar a sacola e achar que você vai lembrar de todos itens que tinham por lá. a não ser que sua intenção seja de um lérigow total, sem nem se importar se recusaram uma peça que você julgava em ótimo estado pra ser comercializado, tenha uma listagem de tudo. na agenda, num bloco de notas, num rascunho de e-mail, em fotos... faça esse mini controle pra saber identificar as peças recusadas (pq elas não são fotografadas, nem descritas, então vc só vai deduzir por eliminação. poisé, eu tbm acho uma operação não muito transparente, mãs, já fiz minhas sugestões e acho que eles preferem manter assim);


> se você for enviar a sacola pelos Correios: use a sacola do avesso!!!!! esse é o maior dos conselhos que ninguém me contou e que me pouparia de um stress/mico numa agência de Osasco. minha sorte foi ter cruzado com uma funcionária-anjo que fez questão de abrir a sacola, despejar tudo ali mesmo e virar do avesso sem tentar me vender algo a mais. essa é uma prática necessária, pq os Correios não permite - com toda razão - o envio de embalagens com logotipos etc etc. sensatos.


> dica bônus nas palavras da fidelíssima Caoticat @tha._.is_ : "fez compras por lá? Vai vir cada item embalado em um saquinho plástico individual (cruzes), num envelope (?) plástico: não jogue nada fora! Quando for enviar a sua sacola ou devolver alguma peça, enfia os saquinhos junto! E usa o envelope plástico que veio pra fazer isso! Já recebi uma peça com o saquinho com etiquetas sobrepostas e plástico levemente amassadinho, o que não é problema algum e me passou a ideia que o @repassabr reutiliza os saquinhos. (:"


aaaaaaa que delícia de colaboración de aprendizados <3


ah! e já usei muito do SAC deles, que responde bonitin, 10/10, em menos de 24h.

também tem uma FAQ completíssima aqui.


enfim, não puedo frear o capitalismo, impedir que as pessoas comprem. mas aymicorazón, bom demais saber mas existe uma opção de um modelo circular de compra econômica. isso é sustentabilidade, pra quem vende e compra.

na minha singela vitrininha, tem uma baguncinha de desapegos meus, remixados com família&clientes. já que as peças já existem, vai que... como sempre, nem é publi, mas esse eu abraçava com gosto, viu? repassem. turum tsss

diga-me o que desejas, o que piensas...

© 2020 Caótica Suave.